HOME.

Essa mulher acaba de inventar o foguete que nos levará a Marte?

Bruno Henrique
Bruno Henrique

A Dra. Fatima Ebrahimi inventou um novo conceito de propulsor de foguete de fusão que poderia levar humanos a Marte e além.

O físico que trabalha para o Princeton Plasma Physics Laboratory (PPPL) do Departamento de Energia dos Estados Unidos projetou o foguete que usará campos magnéticos para lançar partículas de plasma - gás eletricamente carregado - no vácuo do espaço.

De acordo com a segunda e terceira leis de movimento de Newton, a conservação do momento significaria que o foguete seria impulsionado para a frente - e em velocidades 10 vezes mais rápidas do que dispositivos comparáveis.

Enquanto os atuais motores de propulsão de plasma comprovados no espaço usam campos elétricos para impulsionar as partículas, o novo projeto do foguete os aceleraria usando reconexão magnética.

Este processo é encontrado em todo o universo, mas é mais observável para a humanidade na superfície do sol. Quando as linhas do campo magnético convergem para lá, antes de se separarem e depois se reconectarem, elas produzem uma enorme quantidade de energia.

Energia semelhante é produzida dentro de máquinas em forma de toro conhecidas como tokamaks, um dispositivo de confinamento magnético que também é um dos principais candidatos a um reator de fusão nuclear prático.

"Venho desenvolvendo esse conceito há um tempo", disse a pesquisadora principal do PPPL, Dra. Fatima Ebrahimi, cujo artigo detalhando a invenção foi publicado no Journal of Plasma Physics.